sexta-feira, 1 de maio de 2015

Projeto Merida #1: Cacheada até os pés

Meninas cacheadas alternativas
Primeiro, antes de mais nada, milhões de desculpas pelo chá de sumiço que eu tomei essa(s) semana(s). É porque eu ainda preciso resolver muita coisa na minha vida, inclusive o vestibular, alguns problemas familiares e a decisão de sair de casa, mas fora isso eu estou bem e me sinto decidida ultimamente. E quero MUITO agradecer a lindosa da Rubia, por ter me citado no post lá no Nosferotika. Conheci outros blogs e já estou seguindo vários, amei! É muito bom a gente compartilhar um pouco e fazer nosso círculo aumentar a cada dia. E sim gente, a gente é quase gêmea, temos opiniões tão parecidas que até chega a me assustar ahuehuaheuhaue *o*

Agora vamos começar a explicação... 

Na verdade hoje eu vim falar sobre cabelos e como vocês já sabem, eu sou uma garota cacheada, que AMA/VIVE/CHORA por cabelos extra longos que infelizmente ainda briga muito com a juba, mas que está começando a aceitá-la como ela realmente é. Acho que os cachos precisam somente serem compreendidos... um cabelo naturalmente rebelde precisa de cuidados necessários.

Merida Alternative - Alternativas de Cabelos Caheados
Seremos todas uma Merida
Antigamente não curtia muito os cachos, porque eu geralmente gostava muito de me basear naquele padrãozinho manjado de headbanger sabe? Cabelos pretos e extralisos, e muito, muito longos. Meu sonho era ter um cabelo desses. Eu confesso que curtia os cachos, mas o fator encolhimento me chateava muito, encolhia bastante (meu cabelo é 3B/C) meu cabelo nunca ficava extra longo... Daí foi aí que fiz progressiva e fiquei com o cabelo até a bunda, porém nunca ficava do jeito que eu queria (sempre uma palha), além disso a progressiva vencia e eu não tinha dinheiro para retocar a raiz, daí já sabe né? Ficava uma merda.

Por isso, em janeiro de 2012 eu desisti de vez de escova progressiva e dei um corte (passei pela transição e fiz um big chop sem querer), tirando todas as partes lisas. Fiquei com o cabelo natural no queixo mais ou menos e aí fui fazer uma tal de permanente afro (naquela época mal sabia que raios era isso, mas fiz) achando que iria melhorar a aparência ressecada dele. Resultado, alisei todo o meu cabelo na raiz (que aliás ficou BEM mal feita) e os cachinhos ficaram nas pontas. Chorei muito, ficou horrível! Tipo assim, todos os anos de sofrimento para voltar a raiz normal jogados no lixo. Daí tive que passar pela transição outra vez, em 2013 (ainda sem saber), para ter meu cabelo do jeito que eu sempre quis.

Em novembro de 2014, após tirar as trancinhas nagô eu cortei TODAS as partes horríveis do meu cabelo, fazendo com que ele ficasse no queixo de novo. Após cinco meses de hidratação (cortando as pontinhas kk) ele está 1 cm abaixo do meu peito (uhuu).

Portanto...

Meninas Alternativas Cacheadas
Eu resolvi fazer o Projeto Merida (ao invés de rapunzel, hahaha, Rapunzel nãao) aqui no blog, porque eu sei que muita menina cacheada tem a mesma insegurança que eu tive, que o cabelo não fica legal e o caralho a 4. Mas é coisa da nossa cabeça, acho que todos os cabelos tem a sua beleza. Além disso é um cabelo exótico e como diz a Enoá lá no blog dela O Pedras da Lua, eles são naturalmente rebeldes, o que acredito eu tem muito a ver com a minha personalidade (e com a dela também *-*).

Eu vou tentar trazer muita coisa para cá, e vamos começar juntas a luta pelo reconhecimento dos cachos no meio alternativo também. Cachos são lindos! E devemos ter muita força para mostrar a todos que eles também podem ser atraentes e tão lindos quando cabelos lisos.

Meu desafio

Continuo querendo meus cabelos até a bunda, eu não vou desistir, assim como eu ainda não desisti do preto azulado (é divino). Agora meu cabelo está na cor natural para não empatar no crescimento, mas quando chegar no comprimento desejado eu irei aplicar coloração sim hahaha! Mas por enquanto fico sonhando com o tamanho desejado. Eu não sei se irei aplicar algum tipo de vitamina ainda, continuarei cuidando e usufruindo de uma boa alimentação, hidratação, nutrição e reconstrução semanais. 

Enfim, com o tempo irei trazendo notícias para cá, alguns produtos legais e que estão me indicando para utilizar. Farei algumas resenhas de óleos e cremes, além disso quando me sobrar dinheiro vou tentar comprar um Monovin pra ver se ajuda. Bem, é isso! Beijos!

11 comentários:

  1. Esse post me representaaaaaaa!
    Por muitos anos eu achei que não ficaria bem usar moda alternativa e ter cabelos crespos, e fiz como você: alisei muitas vezes, e todas as vezes eu deixei meu cabelo mais fraco. Em 2012 eu também decidi que não ia mais alisar, e cá estou com o cabelo crespo. Infelizmente ainda não descobri o segredo pra deixar ele grandão, atualmente ele está na altura dos ombros quando molhado, mas o fator encolhimento faz ele ficar até um pouco abaixo do queixo.
    Mas quer saber mesmo? Eu tô feliz! Acho que meu cabelo nunca combinou tanto comigo, sabe? Coloco todo o volume que posso colocar nele, visto meu coturno e saio por aí divando, claro HAHAHAHA

    Beijos!
    Burlesque Suicide

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Fernanda, que orgulho de você! Também acho que combina comigo, afinal a gente nasceu com ele assim, não tem como não combinar com a gente, é simplesmente você.

      Fico muito contente com a sua resistência em relação à moda alternativa. Espero que muitas outras meninas comecem a pensar como você!

      Beijos e parabéns!

      Excluir
  2. Estamos na mesma situação! Também estou querendo deixar crescer pra usar natural, porque meu cabelo também é enrolado mas MUITO volumoso, parece um cogumelo quando tá curto. ¬¬ Ai vivo na escova. Vou acompanhar seu projeto pra pegar as dicas, já que a única que estou levando em conta é: trate e esqueça dele, porque eu amo cortar cabelo. D: Meu vício, esses dias tava até pensando num corte novo, vê se não é pra ficar numa treta lascada consigo mesma? Bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaqueline do céu a gente sofre do mesmo problema heushwheuahehs eu pareço um camaleão! Todo dia eu quero um corte novo. Ontem mesmo me deu vontade de tacar henê e fazer um chanel de ponta, que vai ser meu próximo visual quando enjoar do longo. Kkkk faço mesmo.

      A regra é exatamente esta: esquwleca do cabelo e curta o tamanho dele atual. Num piscar de olhos ele estará enorme.

      Força para você! Estamos juntas nessa!
      Beijos!

      Excluir
  3. Cara, que legal esse projeto, já estou ansiosa para você começar a falar de produtos legais para cabelos cacheados, sou bem preguiçosa em relação a cuidar da juba, mas como também tenho essa atração por cabelos longos acabo me obrigando a cuidar para não ter que cortar novamente, já tive cabelo preto azulado e amei por causa dos reflexos azuis, mas fui cair na besteira de ficar ficar ruiva e descolori o cabelo e acabei quebrando ele todo, mas agora que ele está no tamanho médio e natural, vou tentar pintar de azul, mas não posso ver um cabelo preto azulado que já fico com saudade e essa coisa de tipo de cabelo 3b ou 3c, eu ainda não sei exatamente qual é o meu, talvez seja uma mistura, mas também só fui saber dessa coisa de tipo a pouco tempo, acho que falei demais é que fiquei animada com esse post e concordo com você de que devemos lutar pelo reconhecimento dos cachos no meio alternativo e que a rebeldia natural dos cachos é reflexo de nossa personalidade rebelde.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zaleska! Eu também queria pintar de ruivo, mas morro de medo de ressecar também... Meu cabelo é naturalmente seco. Então, sobre o azul, eu penso em pintar de um azul royal, bem forte mesmo é muito lindo!!! Mas não quero descolorir todo o cabelo, penso em fazer mechas ou descolorir metade porque meu maior medo é descolorir.. Estraga muito o cabelo.


      Ai que bom!!!! Fiquei super animada para trazer postagens para cá! Espero que a gente consiga se manter firme e forte!

      Depois trago um post sobre o formato dos cachos se quiser!

      Beijos!!!

      Excluir
  4. NÃO DESISTA MESMO, assumir os cachos é como assumir parte da alma. Por exemplo eu sonhava com os cabelos cacheados da minha irmã, e corava os meus até as orelhas, inclusive aos 11 anos eu pintei meus cabelos todos de rosa, só porque eu não gostava deles, nem era por que eu queria ser colorida. Hoje eu amo meus cabelos, e eles refletem quem eu sou.
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir
  5. Tô passando pela transição também e esse comecinho é um saco né!? A raiz natural e o resto do cabelo liso de progressiva.. morro toda vez que olho pro cabelo... kkk
    Acredita que eu mal lembro como é meu cabelo natural? São anos e anos de alisamento... rs
    Mas força pra nós! A gente chega lá! rs
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mone! É difícil demaiss! Me doía ficar olhando para o cabelo enquanto ele crescia! .-. não tenho saudades disso hahaha mas vai ver que vale muito a pena, de verdade! Você vai se sentir muito mais você, parece que você se liberta de um peso muito grande hahaha

      E estou ansiosa para vê-la de cabelo natural!
      MUITA FORÇA! A gente permanece nessa!

      Beijoss!

      Excluir
    2. Eu também tô ansiosa pra ver meu cabelo inteiro natural. Agora já cresceu um pouquinho e se continuar assim preciso dizer que meu cabelo mudou muito em todos esses anos de progressiva. Mas vamos ver né.. cresce logo trem! rs
      bjin

      Excluir
  6. Estou passando por isso também, faz um mês que parei de alisar o cabelo, mas estou com muita dó de cortar ele, minha sorte que ele não está com nenhum tipo de química (progressiva e afins) e está dando um resultado bom, só ainda não consegui controlar o frizz hahahah Boa sorte , conheci seu blog hoje e adorei !

    http://geekinsana.blogspot.com/

    ResponderExcluir